Mapas raciais de pontos no R com o pacote sf

Da obtenção dos dados até os mapas

O trabalho com mapas raciais feito por Hugo Nicolau e divulgado em seu blog me chamou a atenção para a metodologia conhecida como mapas de pontos de contagem, potente para a análise da densidade de fenômenos. Ela é usada em uma porção de áreas como epidemiologia, demografia, logística, biologia e tem grande espaço para aplicações no campo das políticas públicas, pois é potente para abordar uma série de problemas, entre eles associações de desigualdade. [Saiba mais]

Acidentalidade de ciclomobilidade na cidade de São Paulo

Análise do IDECiclo 2018 da Auditoria Cidadã

Os dados Os dados de acidentalidade estão divididos em três conjuntos, contendo informações a respeito dos acidentes, das vítimas e dos veículos. Esta análise será realizada com bases de dados previamente preparadas, em procedimento que agregou os dados referentes aos anos de 2011 à 2017, por conjunto. library(tidyverse) library(lubridate) library(gridExtra) acidentes <- readRDS("data-raw/acidentes-mortos-feridos-2011-2017.rds") vitimas <- readRDS("data-raw/vitimas-mortos-feridos-2011-2017.rds") veiculos <- readRDS("data-raw/veiculos-mortos-feridos-2011-2017.rds") A base de acidentes contem 151159 observações, que correspondem a ocorrências registradas pela CET entre 2011 e 2017. [Saiba mais]

As veias do Brasil no R

Criando um arco-íris de rios de forma programática

Há cerca de dois anos um amigo (o Carlos Diego) me chamou não lembro em qual chat e mostrou o trabalho da geógrafa Fejetlenfej, que produziu mapas colorindo as bacias hidrográficas dos EUA, criando um efeito belíssimo. Antropólogo e mestrando em gestão e regulação de recursos hídricos, ele viu naqueles mapas uma forma de diferente e sensível de explicitar a importância dos rios em nossa relação com o espaço e os territórios. [Saiba mais]

Como identificar raios de influência de cidades no R

Entender o impacto regional de determinadas políticas públicas, de iniciativas privadas, de mudanças em indicadores de todo ordem, é determinante para a tomada de decisões adequadas no campo da gestão pública. Nestes contextos a manipulação de dados espaciais é uma ferramenta fundamental. Imagine, por exemplo, que nos últimos seis meses observou-se aumento médio do uso da capacidade instalada da indústria do município de Piracicaba. Sabendo disso, queremos investigar o impacto regional deste crescimento no que diz respeito à absorção de mão de obra em termos regionais. [Saiba mais]

Manipulando os símbolos na legenda do ggplot2

O pacote ggplot2 é provavelmente o mais utilizado para visualização de dados no R. É um pacote muito robusto e com inúmeras possibilidades tanto gráficas como estéticas. Por meio de suas funções é possível plotar dados de forma muito simples. Algumas vezes, no entando, as definições padrões do ggplot não atendem necessidades específicas e então, no meio de tantas opções, as coisas podem ficar um tanto confusas. Muitas vezes, por exemplo, é necessário manipular os símbolos das legendas dos gráficos para garantir maior qualidade e objetividade visual. [Saiba mais]

Configurações globais do blogodown

Opções globais Na publicação de conteúdos em um blog algumas informações são metadados que vão se repetir na maioria das postagens. São dados como nome do autor, a extensão do arquivo ou o diretório onde o material será arquivado, entre outros. Para evitar ter de preencher estas informações em cada publicação e facilitar o trabalho, é possível padronizar estes metadados no .RProfile, que pode ser tanto o global como local. [Saiba mais]

Como criar um site no RStudio com blogdown/Hugo + GitHub/Netlify

Criação do projeto por meio do blogdown O blogdown é um pacote criado por Yuhui Xie que amplia as já existentes funcionalidades de construção de sites que o R e o RStudio disponibilizam. O pacote internaliza toda a criação de sites com o framework Hugo, um gerador de sites estáticos em código aberto bastante popular e eficiente. A criação do site em si é bastante simples. Se for um site com layout básico, sem personalizações, realmente pode ser realizado em cerca de 10 minutos. [Saiba mais]